Empresa permite que cegos acompanhem os desfiles na Marquês de Sapucaí

Em uma das cabines da Marquês de Sapucaí, a empresa All Dubbing oferece um serviço para que pessoas com deficiência visual possam acompanhar os desfiles das escolas de samba.

“O trabalho consiste em descrever tudo o que acontece”, explica Ana Lúcia Motta, 48, proprietária da empresa. “Como cada ala está passando, qual a roupa da porta-bandeira, os detalhes das alegorias…”. “Nós somos os olhos do cego”, completa. Dois tradutores trabalham narrando os elementos dos desfiles de dentro da cabine, e os deficientes conseguem escutá-los através de fones de ouvido.

Mãe e filho, ambos deficientes visuais, estão acompanhando os desfiles através do serviço oferecido pela empresa. “Eles transmitem em palavras o que nós não podemos ver. É maravilhoso”, afirma Creuza Valdez, 63, mãe de Alan, 38. “Eu amo o samba, como todo bom carioca”, confessa.