Instituto Magnus inicia adaptação de cinco pessoas com deficiência visual e seus futuros cães-guias

Localizado em Salto de Pirapora (SP), o Instituto Magnus, gerido pela empresa Adimax Pet, que é uma iniciativa sem fins lucrativos especializada no treinamento de futuros cães-guia e oferece gratuitamente assistência às pessoas com deficiência visual, iniciou essa semana a adaptação de cinco usuários com os seus cães. O treinamento, que tem duração de 30 dias, será concluído no fim do mês de março.

Após o período de, aproximadamente, um ano de socialização, como é chamada a primeira etapa do treinamento do cão-guia, os animais são devolvidos ao Instituto, passam por uma segunda fase mais técnica que dura até 5 meses no canil da instituição, até chegar na terceira e última parte que é adaptação junto da pessoa com a deficiência visual, que consiste em ficar de 15 a 20 dias na Instituição, em um hotel construído exclusivamente para hospedar os usuários durante a capacitação.

O treinamento é realizado 24h por dia e parte do trabalho é executado no complexo, que conta com mais de 1km de calçadas onde são colocados obstáculos como cones e cavaletes, para que a pessoa com deficiência visual possa praticar as tarefas com o cão. É necessária a aprovação da equipe técnica para que as atividades sejam feitas em condições reais, com passeios em parques, ruas movimentadas, no transporte público, entre outras locais. Os profissionais do Instituto Magnus acompanham de perto todas as etapas. 

Após o período de 20 dias no hotel do Instituto, a equipe técnica passa mais 15 dias com a pessoa com deficiência visual e o cão-guia, realizando a adaptação da rotina real como ir ao trabalho, padaria, banco, etc., até concluir o treinamento. E, após o término, os treinadores do Instituto Magnus realizam visitas periódicas no primeiro ano, que passam a ser semestrais no segundo ano e anuais no terceiro, para se certificarem de que tudo está correndo bem. 

Thiago Pereira, gerente geral do Instituto Magnus, fala sobre como é feita a escolha da pessoa com deficiência visual para o programa. “Após o preenchimento de um questionário feito pelo interessado em ter um cão-guia, no site do Instituto, nós avaliamos o perfil, que se for escolhido, passa por uma entrevista via telefone e vamos conhecer in loco a rotina do candidato”, comenta. Ele ainda ressalta que o cão-guia e o usuário precisam ter compatibilidade. “Nós analisamos de forma sistêmica a rotina da pessoa, o perfil e a velocidade da caminhada. A partir de então, conseguimos identificar a compatibilidade com os nossos cães que estão em treinamento no canil”, finaliza.

Para aqueles que desejam conhecer o Instituto, é possível realizar uma visita monitorada, que deve ser agendada com antecedência pelo e-mail:contato@institutomagnus.org ou por meio do telefone: (15) 3042-1110 ou 99755-7201. As visitas são realizadas todas as terças e quintas-feiras, em dois períodos: das 10h às 11h30 ou das 16h às 17h30, além de um sábado por mês das 10hs às 11h30. E quem tiver interesse em fazer parte do programa pode tirar todas as dúvidas e se inscrever pelo site do Instituto: www.institutomagnus.org.

Fonte: Jornal da Economia de São Roque-SP