Superar põe esporte e inclusão ao alcance de alunos da UFMG; veja regras

judô se tornou os olhos pelos quais Deanne Silva de Almeida, de 37 anos, vê o mundo. A prática do esporte olímpico permitiu a ela voltar a enxergar, depois de ter perdido parcialmente a visão aos 8 anos de idade e de a deficiência ter, por uma década, gerado a sensação de que a vida se restringiria ao percurso entre a casa e a escola. Aos 19 anos, tudo mudou quando ela foi apresentada ao tatame.

A prática virou a vida dela de ponta a cabeça e ela deu um golpe definitivo na limitação. Como ocorreu com Deanne, outras 936 pessoas com algum tipo deficiência também têm a chance de buscar a superação por meio da prática esportiva: o programa Superar, da Prefeitura de Belo Horizonte, atende alunos com restrições físicas, visuais, intelectuais, auditivas, múltiplas e com autismo em 16 modalidades esportivas. Agora, o projeto fica também ao alcance de estudantes da Universidade federal de Minas Gerais (UFMG).

judô se tornou os olhos pelos quais Deanne Silva de Almeida, de 37 anos, vê o mundo. A prática do esporte olímpico permitiu a ela voltar a enxergar, depois de ter perdido parcialmente a visão aos 8 anos de idade e de a deficiência ter, por uma década, gerado a sensação de que a vida se restringiria ao percurso entre a casa e a escola. Aos 19 anos, tudo mudou quando ela foi apresentada ao tatame.

A prática virou a vida dela de ponta a cabeça e ela deu um golpe definitivo na limitação. Como ocorreu com Deanne, outras 936 pessoas com algum tipo deficiência também têm a chance de buscar a superação por meio da prática esportiva: o programa Superar, da Prefeitura de Belo Horizonte, atende alunos com restrições físicas, visuais, intelectuais, auditivas, múltiplas e com autismo em 16 modalidades esportivas. Agora, o projeto fica também ao alcance de estudantes da Universidade federal de Minas Gerais (UFMG).

 programa em números

  • 2 centros de referência
  • 7 núcleos personalizados
  • 16 modalidades esportivas
  • 936 alunos inscritos
  • 10 profissionais de educação física
  • 29 estagiários
  • 1 médico

Para participar

  • Ter acima de 6 anos de idade
  • Apresentar laudo de deficiência. 
  • Informações: 
  • superar@pbh.gov.br e pelos 
  • telefones 3277-4546 e 3277-7681

Fonte: O Estado de Minas