Pessoas com deficiência visual participam de treinamento para embarque seguro em ônibus de Santo André

Pessoas com deficiência visual participaram, na última semana, de um treinamento para garantir que o embarque nos ônibus seja feito de forma segura. A iniciativa da Prefeitura de Santo André, por meio da SATrans, e da Diocese de Santo André teve como objetivo de orientar os passageiros a utilizarem o transporte público com segurança e autonomia.

Um ônibus Caio Apache Vip IV da viação Guaianazes ficou estacionado na Praça do Carmo, no centro da cidade, para a realização da ação. Na ocasião, foram feitas diversas atividades, com foco na mobilidade das pessoas cegas e com baixa visão, dentro e fora deste meio de transporte.

O veículo conta com elevador para pessoas que utilizam cadeira de rodas, área reservada para pessoas com deficiência visual, acompanhadas por cão-guia, e avisos em braile.

O curso de Orientação e Mobilidade promovido pela Diocese visa estimular a autonomia deste público, segundo a instituição. A representante da pessoa com deficiência visual do setor de inclusão da Diocese, Rosilene Pova, explica que treinamentos como este desenvolvem diversas percepções sensoriais no indivíduo.

“Temos no grupo pessoas com deficiências visuais adquiridas e congênitas. Neste último caso eles não têm uma ideia concebida do que seja um ônibus e seu ambiente interno e externo, daí a importância de atividades como essa”, disse Rosilene Pova.

O treinamento contou também com atividades práticas voltadas ao embarque e desembarque seguros, como realizar o deslocamento dentro dos coletivos, a utilização da catraca e localização dos assentos preferenciais.

“Alguns destes alunos também desconheciam as saídas de emergência de um ônibus e para eles essa orientação e um contato mais próximo são essenciais para trazer mais segurança e para que possam se locomover com mais facilidade neste meio de transporte”, complementou Pova.

Os técnicos da SATrans, que gerencia o transporte público municipal de Santo André, acompanharam as pessoas com deficiência em um trabalho de reconhecimento integral dos ônibus, dos assentos, localização do motorista, do compartimento do motor, além de percorreram o caminho deste a porta dianteira até a traseira, a percepção da catraca, treinar o embarque e desembarque com bengala longa e dobrada, além de perceber a presença ou não de usuário no banco antes de sentar.

Confira as imagens da ação:

Treinamento pessoas com deficiência visual - Foto - Helber Aggio_PSA (2)
Treinamento pessoas com deficiência visual - Foto - Helber Aggio_PSA (4)
Treinamento pessoas com deficiência visual - Foto - Helber Aggio_PSA (3)

Fonte: Diário do Transporte