População com cegueira e deficiência visual vai dobrar até 2050, aponta estudo

Um estudo internacional com participação de pesquisadores da USP de Ribeirão Preto (SP) aponta que a população mundial com cegueira ou algum tipo de deficiência visual deve dobrar até 2050.

A pesquisa do Grupo de Especialistas em Perda da Visão (VLEG) aponta que, em 30 anos, o número de cegos ou com problemas moderados ou severos na visão pode chegar a 535 milhões de pessoas.

Cenário impulsionado por fatores como aumento e envelhecimento da população, maus hábitos alimentares, exposição excessiva a telas de smartphones, além da falta de acesso a atendimento oftalmológico, explica o professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP/USP) João Marcello Furtado, coautor da pesquisa.

“A tendência, pelo envelhecimento populacional e aumento da população, é que isso piore bastante. Se a gente mantiver o ritmo de atendimento nosso esse problema vai ser bem maior”, alerta.

População com cegueira ou deficiência visual deve dobrar até 2050, aponta estudo assinado em parceria com a USP de Ribeirão Preto (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

População com cegueira ou deficiência visual deve dobrar até 2050, aponta estudo assinado em parceria com a USP de Ribeirão Preto (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Fonte: UOL