Rede Municipal de Ensino de Fortaleza tem 114 alunos com deficiência visual e 117 com auditiva

Em reunião entre a Secretaria Municipal de Ensino (SME) de Fortaleza e o Ministério Público Estadual (MPCE) foram apresentados o quantitativo de alunos matriculados que possuem deficiência auditiva (117) e de visão (114). No encontro, foi apresentado também o fluxo de atendimento da Prefeitura para realização de exames nos estudantes. De acordo com o  secretário adjunto de Educação de Fortaleza, Jeferson Maia, 14 alunos foram atendidos e deverão receber óculos ainda em dezembro. 

-SME encaminha à Secretaria Municipal da Saúde (SME) relação dos alunos com deficiência visual e auditiva, sendo em dois momentos – uma no mês de dezembro (veteranos) e outra no mês de março (novatos);


-SMS agenda consultas nos postos de saúde e devolve informação à SME para acompanhamento e monitoramento;


-Postos de Saúde fazem a triagem e encaminham os casos para os centros de referência e rede conveniada;


-Rede credenciada realiza a consulta e emite os laudos;


-Famílias recebem os laudos e aguardam a resolução dos casos;


-SME e SMS (Secretaria Municipal da Saúde) monitoram todo o processo, acompanhando as etapas desde a identificação até a consulta, encaminhamento e resolução dos casos. 

Podem se matricular alunos com deficiências, Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e altas habilidades ou superdotação(foto: Prefeitura de Fortaleza)

Fonte: Jornal O Povo de Fortaleza-CE